NÃO DEVEMOS JULGAR O PRÓXIMO.
News postada em 04/01/11 - 07-17-50

Quando uma pessoa tem maus olhos e julga o próximo, é porque ela não está bem consigo mesma e nem com Deus. Ela ainda não nasceu de Deus porque o filho herda o DNA do pai. Assim, todo que é nascido de Deus, tem as caracteristicas dEle e passa a ver as pessoas como Ele as vê.
Muitos acreditam que, pelo fato de estarem numa posição privilegiada ou ate mesmo os que não tem posição alguma, ou por fazerem mais obras do que o outro ou por se acharem justos, têm o direito de julgar todos aqueles não pensam da mesma forma e não fazem as mesma coisas que eles. Geralmente, quem age desta forma é porque se julga superior aos demais. Mas para Deus todos são iguais. Isto é sinal de soberba.
Pessoa assim não cuida de si própria porque sempre se acha perfeita e não vê erros em si mesma e nem nescesidade de mudar. É, por ser assim, exige perfeição nos outros, e fica de olho em tudo que fazem procurando encontrar defeitos. Ela tem um conceito injusto, maldoso, são levadas a julgar os que estão ao seu redor, não têm respeito e consideração com os outros, nem com sua fé. Vivem desvalorizando o próximo. A pessoa que age desta forma é comparada com esse fariseu.

"O fariseu, posto em pé, orava de si para si mesmo, desta forma: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros, nem ainda como este publicano; jejuo duas vezes por semana e dou o dízimo de tudo quanto ganho. O publicano, estando em pé, longe, não ousava nem ainda levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, sê propício a mim, pecador! Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque todo o que se exalta será humilhado; mas o que se humilha será exaltado."(Lc.18, 11-14). Independentemente da posição, não se deve julgar e nem condenar ninguém. Antes de querer corrigir as atitudes de alguém, devemos corrigir primeiro as nossas. Perante Deus somos todos iguais e todos são sujeitos a imperfeições."Não julgueis, para que não sejais julgados. Pois, com o critério com que julgardes, sereis julgados; e, com a medida com que tiverdes medido, vos medirão também. Por que vês tu o argueiro no olho de teu irmão, porém não reparas na trave que está no teu próprio?..." (Mt.7:1-3). O julgamento pertence somente a Deus, pois, só ele conhece a cada um de nós, e bem lá no íntimo de cada coração Ele sabe a intenção de cada um. Às vezes, se julga alguém por algo, mas a pessoa que está julgando comete outros erros piores do que os erros daquele que está sendo julgando."Portanto, és indesculpável, ó homem, quando julgas, quem quer que sejas; porque, no que julgas a outro, a ti mesmo te condenas; pois praticas as próprias coisas que condenas. Bem sabemos que o juízo de Deus é segundo a verdade contra os que praticam tais coisas. Tu, ó homem, que condenas os que praticam tais coisas e fazes as mesmas, pensas que te livrarás do juízo de Deus?"(Ro. 2:1-3).

Devemos ter, sempre, bons olhos, e aprender a ter tolerância para com o nosso próximo, assim como o Senhor Jesus tem para conosco. Cada ser humano tem suas qualidades e também seus defeitos. Devemos olhar somente as qualidades, porque cada um dará contas de si mesmo.

"Assim, pois, cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus."(Ro. 14:12)

"Um só é Legislador e Juiz, aquele que pode salvar e fazer perecer; tu, porém, quem és, que julgas o próximo?" (Tg. 4:12). Devemos analisar o nosso coração e ver se não estamos agindo desta forma. Se for o caso, devemos mudar nosso conceito e procurar julgar somente os nossos atos. Porque no dia do juízo final Deus julgará a todos juntamente com seus atos.

FECHAR JANELA